Noticías

Jantar em Santa Felicidade celebrou o Dia Nacional do Voluntariado

 

O jantar de confraternização do Voluntariado do Hospital Universitário Cajuru e do Hospital Marcelino Champagnat reuniu 423 pessoas na noite de 28 de agosto, quando se comemora o Dia Nacional do Voluntariado. O evento aconteceu no restaurante Dom Antonio, em Santa Felicidade. O número de participantes surpreendeu positivamente – no ano anterior foram 340. “Quero agradecer a todos que participaram e contribuíram para que o jantar fosse uma grande festa”, diz Nilza Benny, coordenadora do Voluntariado dos dois hospitais.

O encontro de voluntários, seus familiares e amigos celebrou a empatia, o amor ao trabalho, a espiritualidade, a interculturalidade, a simplicidade, o espírito de família e a solidariedade. “Vocês são muito importantes para nós, vocês fazem a diferença na vida das pessoas que passam por momentos difíceis”, disse Nilza aos voluntários no jantar.

Os 258 voluntários coordenados por Nilza se dedicam a iniciativas como Acompanhamento Solidário (conduzem pacientes para a realização de exames dentro dos hospitais), Contação de Histórias (leitura de livros), Momento Musical (apresentações nos corredores dos hospitais), Doutores da Beleza (cuidados para melhorar a aparência e a autoestima dos pacientes), Operação Palhaçoterapia (artistas fantasiados animam quem está triste) e Cuidando de Quem Cuida – Reiki (profissionais treinados aplicam a terapia japonesa em colaboradores).

Como se tornar um voluntário?
Quem quer atuar como voluntário nos hospitais Cajuru e Marcelino Champagnat deve antes assistir uma palestra, aberta e gratuita, realizada pelo Centro de Ação Voluntária de Curitiba. A palestra pode ser agendada pelo telefone 41 3322 8076.
Depois dessa palestra, o interessado deve marcar uma entrevista no Núcleo de Voluntariado do Hospital Universitário Cajuru, pelos telefones 41 3271 2990 ou 41 3271 2719. A próxima etapa é participar do Programa Acolher, quando irá conhecer os hospitais, além das normas, rotinas e procedimentos do trabalho. Cumpridos esses requisitos, o candidato está pronto para assinar o Termo de Adesão ao Serviço Voluntário da Instituição. O voluntário escolhe o dia e o período em que ficará disponível. Ele recebe toda a orientação prática que for necessária para realizar suas atividades.


Compartilhe!