Noticías

Hospital Universitário Cajuru lidera doações de órgãos no Paraná

No dia 27 de setembro, quando se celebra o Dia Nacional de Doação de Órgãos, a equipe de captação de doações do Hospital tem muito a comemorar

 

O Hospital Universitário Cajuru é referência nacional na captação de órgãos para doação. No dia 27 de setembro, quando se celebra o Dia Nacional de Doação de Órgãos, o Hospital tem muito a comemorar. O Cajuru tem a maior taxa de conversão de entrevistas com as famílias em doações efetivadas no Paraná. No ano passado foram concretizadas 51 doações e a taxa de conversão foi de 84%, bem acima das médias paranaense e brasileira.

 

O sucesso do Hospital Universitário Cajuru na captação de órgãos é explicado pela excelência do trabalho da Comissão Intrahospitalar de Doações de Órgãos e Tecidos, coordenada pelo Enfermeiro Maykon Freitas desde 2012, quando o serviço foi reestruturado. Ano a ano as recusas familiares foram sendo reduzidas. “Hoje somos o hospital paranaense com maior conversão de protocolos de morte encefálicas em doações”, afirma.

 

A integração com a equipe médica do hospital e com a Central de Transplantes explica parte da bem sucedida estratégia para aumentar a taxa de conversão. Mas o principal, segundo Maykon Freitas, é o contato humano com os familiares dos potenciais doadores. “É fundamental dar acolhimento à família, esclarecer todo o processo, mostrar que são etapas, para no final a gente ter a confiabilidade deles”, explica.

 

O desempenho de primeira linha do Hospital Universitário Cajuru é atestado por Luana Cristina Heberle dos Santos, enfermeira coordenadora de Projetos e Parcerias da Central Estadual de Transplantes. “Um indicador fundamental importante é a taxa de conversão (das entrevistas em doação).  O Hospital Universitário Cajuru converte mais de 80%, com baixo percentual de recusa familiar. Nesse ano a média de recusa no Paraná está em 25% e a do Cajuru é 19%. No Brasil a média está em torno de 39%”, compara.

 

A eficiência do Hospital Universitário Cajuru na captação de doações elevou o patamar da realização de transplantes no Paraná. “A gente aponta o Cajuru como modelo, pois o processo é muito bem estruturado e bem realizado. Todo esse resultado do Hospital é  de extrema importância para todo o processo de doação e transplantes no Estado”, diz Luana.

 

 


Compartilhe!